quinta-feira, 13 de Novembro de 2014

No dia de São Martinho ouvimos histórias e gostámos muito da história "A última castanha" de António Torrado, ilustrada por Cristina Malaquias.

Eis o resultado no nosso trabalho...e foi muito divertido!

quarta-feira, 5 de Novembro de 2014

A história da Maria Castanha

O HOMEM DAS CASTANHAS

Músicas para o Jardim de infância - A lenda de São Martinho

Músicas para o Jardim de infância - O ouriço no castanheiro


S. Martinho/Magusto está à porta. Para o recebermos vamos brincar com as palavras, no âmbito do PAA da BE/CRE, “S. Martinho com letras”. Esta temática é para todos os anos, porque podemos fazer acrósticos, rimas, chuvas de palavras, adivinhas, trava-línguas, quadras, diálogos, etc.
Aqui estão algumas histórias relacionadas com as castanhas.

 

 
 
 
 
 
As castanhas de Vermelhito, o pequeno esquilo...
Era uma vez um pequeno esquilo vermelho que vivia na floresta. Os pais tinham-lhe dito que estava na época de as árvores se encherem de castanhas e que estas são um petisco delicioso para os esquilos.

Ora o nosso amigo Vermelhito, que era ainda muito novo, quase um bebé, e nunca tinha provado tal coisa, nem sabia como era, quis fazer um surpresa à família, enchendo a sua casa de castanhas.

Assim, enquanto os pais e os irmãos dormiam, saíu sorrateiramente do buraco da árvore onde viviam, desceu pelo tronco e lá foi...à procura de castanhas.

Olhou para um lado...depois para o outro...e pensou: mas eu nem sei bem como são as castanhas...que hei-de fazer?...

Apareceu então um veado, que lhe perguntou:
- “Ó esquilito, o que é que procuras? Pareces muito preocupado...precisas de ajuda?...”
- “Sim...por acaso preciso, sr. Veado, obrigado...é que eu ando à procura de castanhas...mas nem sei de que cor são...”
- “Ah!...Mas isso é muito fácil: como diz o nome...as castanhas são castanhas. Da cor dos troncos e dos ramos das árvores, da cor da terra e, tembém, dos chocolates que os meninos gostam tanto de comer...”
- “Obrigado, sr. Veado...agora que já sei de que cor são as castanhas vai ser muito mais fácil...”

E lá foi, novamente, à procura...agora já sabia de que cor eram. Mas tinha um novo problema...tantas coisas castanhas, tantas...como seriam as que procurava?...

-”Esquilo!...Esquilito!...”
- “Quem me chama?”- perguntou olhando para todos os lados...
-” Sou eu...aqui. Uma lagartinha que ía a pasar e te ouviu a falar sozinho, andando de um lado para o outro. Parecias preocupado...”
- “Pois...eu ando à procura de castanhas, mas só sei que as castanhas...são castanhas...não sei mais nada...”
- “Talvez eu te possa ajudar: elas parecem bolas um bocadinho bicudas, com uma espécie de barriguinha. Têm uma casca dura e muito lisinha...”
- “Oh...obrigado, obrigado...vou já procurar...”

E lá continuou o Vermelhito a sua aventura em busca das castanhas...andou, andou...trepou às árvores e...de repente...
- “Ai, ai, ai...ai a minha pata...ai, ai....”
- “O que foi?” - perguntou um passarinho amarelo que estava noutro ramo da árvore - “magoaste-te?”
- “Ai...pois magoei......parece que me piquei...”
- “E é verdade...picaste-te num ouriço...”
- “Num ouriço? O que é isso?...”
- “Olha: vês essas bolas cheias de picos?...”
- “Sim...estou a ver...”
- “São os ouriços!”
- “São animais?”
- “Não!...não, é que esta árvore é um castanheiro, que está cheio de ouriços e, dentro dos ouriços...estão as castanhas...”
- “As castanhas? AS CASTANHAS?...Eu estive toda a manhã à procura de castanhas...”
- “Pois aqui estão elas e, se vires no chão, está coberto delas, pois caem de dentro dos ouriços e vão parar ao chão...”
- “Ah...bem podia procurar...agora é que vai ser uma festa... obrigado, passarinho...”

E foi assim que o Vermelhito fez uma grande surpresa à família, carregando muitas e muitas castanhas com a ajuda do veado, da minhoca e do passarinho amarelo. Todos juntos fizeram uma grande festa: a festa das castanhas e da Amizade pois, sem a ajuda destes Amigos, o Esquilito nunca teria encontrado as castanhas que deliciaram a família...
 

sexta-feira, 24 de Outubro de 2014


Para assinalarmos o dia da Biblioteca Escolar vamos fazer uma Feira de Livros usados. Os alunos trouxeram livros que já tinham lido para oferecer e aproveitamos para convidamos os pais e encarregados de educação a passarem pela nossa Feira dos livros usados.